Como solar no violão usando a escala de Dó Maior

Para quem está começando a estudar música, solar no violão pode ser um desafio.

Mas não se preocupe, com as dicas que você encontrará neste artigo, você saberá qual o melhor caminho para aprender como solar no violão.

Neste post vamos tratar de conceitos importantes que você deve conhecer para saber como solar no violão com mais segurança e independência, qual a melhor escala para começar e como você deve praticar.

como solar no violão

Então, vamos aos passos:

Como solar no violão usando a escala de Dó Maior

  1. Saiba achar as notas no braço do violão
  2. Saiba reconhecer os elementos da música
  3. Saber técnicas de palhetada
  4. Aprenda a formação e o desenho das escalas no violão
  5. Aprenda as técnicas de mão esquerda
  6. Aprenda novas escalas

Algumas dicas importantes de como solar no violão:

1- Saiba achar as notas no braço do violão

O primeiro passo é saber o nome das cordas do violão. Então, se você ainda não tem esse conhecimento decorado, confira:

1ª corda- Mi
2ª corda- Si
3ª corda- Sol
4ª corda- Ré
5ª corda- Lá
6ª corda- Mi

Lembre-se que as cordas são contadas de baixo para cima. Portanto, a primeira corda é a corda mais fina (mais aguda).

Você também deve saber o que é tom e semitom.

Semitom é a menor distância possível entre uma nota e outra na nossa música ocidental. No violão, temos a distância de um traste e outro representa um semitom.

Por exemplo, se você tocar a 1ª corda presa na 1ª casa você terá a nota fá, avançando o dedo um traste a frente você terá a nota fá# na 2ª casa da 1ª corda.

Tom pode ser entendido como a soma de dois semitons e no violão representa a distância de dois trastes.

É muito importante você saber esses dois conceitos e saber executá-los nas cordas do violão, pois toda a criação de solos está baseada em escalas, que são conjuntos de notas musicais que obedecem a intervalos de tons e semitons de distâncias uma das outras.

A partir desses dois conhecimentos – saber os nomes das cordas e que o que é tom e semitom – você já tem primeira base para saber como solar no violão.

O segundo passo é saber a diferença entre Escala diatônica e Escala cromática.

Lembre-se que escala é um conjunto de som que obedece a uma sequência de intervalos. O que chamamos de Escala diatônica pode ser entendida como o conjunto das 7 notas naturais ( dó, ré, mi, fá, sol, lá, si).

Veja no teclado para ficar mais claro:

 

Escala de C e seus intervalos

 

Observe que algumas notas têm entre elas uma tecla preta. Isso se deve pelo fato de existir uma nota cromática entre elas.

Quando houver uma tecla preta entre as notas, o intervalo será de tom e quando não houver será de semitom.

A sequencia da escala ficará assim:

TOM, TOM, SEMITOM, TOM, TOM, TOM, SEMITOM

Escala cromática é o conjunto de 12 sons onde a distância entre eles será sempre de semitom.

Quando eu subo na escala cromática, uso o sustenido (#) e quando desço, uso o bemol (b):

Dó, dó#/réb, ré, ré#/mib, mi, fá, fá#/solb, sol, sol#/láb, lá, lá#/sib, si.

Para tocar a escala cromática no teclado basta que você toque em sequência todas as teclas, tanto as brancas quanto as pretas.

Caso ainda reste alguma dúvida, procure aulas sobre esse assunto. Não vou me estender nele, pois o objetivo é só enfatizar os conhecimentos que você precisa ter para passar a saber como solar no violão.

Entendido todo o conteúdo desse tópico, você será capaz de tocar as notas em todas as casas do violão. Isso é muito importante para sua independência na hora de começar a solar.

2- Saiba reconhecer os elementos da música

Solar é a capacidade de fazer melodias no violão. E o que seria melodias?

Melodia pode ser entendida como uma sequência de sons tocados um por vez e disposto no tempo.

A voz é um instrumento melódico, pois só pode tocar uma nota por vez.

Assim, o que se canta é uma melodia.

Há ainda a harmonia e o ritmo.

Harmonia é construída com sucessões de acorde, que servem de base e conferem sentido a melodia.

Por fim, ritmo é o elemento que confere pulsação à música.

O violão é um instrumento que pode fazer tanto a harmonia, quanto uma melodia.

E aí que entra os solos. Solos são construções melódicas, geralmente, feitos dentro de uma harmonia.

3- Saber técnicas de palhetada

Para saber como solar no violão, você vai precisar de sincronismo entre a mão direta e mão esquerda.

Para mão direita, eu indico você começar treinar a técnica de palhetada alternada, que consiste em alternar a palheta subindo e descendo toda vez que for tocar uma corda do violão.

Se você ainda é muito iniciante e não tem prática em tocar com a palheta, você pode começar fazendo um exercício simples: toque somente com a palheta descendo 4 vezes cada uma das cordas por vez, em seguida 4 vezes somente subindo.

Par usar a palheta, mantenha-na entre os dedos polegar e indicador, como na imagem:

Como usar a palheta

Depois que você conseguir fazer esse exercício com precisão, comece a alternar. Toque duas vezes alternando em cada corda do violão.

Você pode usar o dedo mindinho encostado no tampo do violão como auxílio até se acostumar a acertar as cordas:

técnicas de palheta

Lembre-se de fazer todos os exercícios devagar, priorizando a sonoridade ao invés da velocidade.

Quando você tiver dominado essa técnica de tocar as cordas com a palheta, comece a estudar o sincronismo com a mão esquerda.

A mão esquerda é a mão que fará a digitação dos solos. Para que esse sincronismo aconteça é interessante você fazer um treino cromático com os dedos.

Esse exercício pode parecer bem chatinho no começo, mas ele é muito importante para você criar a independência necessário para passar a saber como solar no violão.

Ele funciona assim, os dedos 1, 2, 3 e 4  da mão esquerda vão tocar nessa sequência consecutiva as casas 1, 2, 3 e 4  da primeira corda, depois da segunda corda e assim por diante, enquanto a mão direita toca as cordas usando a técnica de palhetada alternada.

praticando cromatismo

Faça esse exercício subindo e descendo as cordas do violão. Treine por alguns dias até você ficar fluente.

4- Aprenda a formação e o desenho das escalas no violão

O próximo passo é entender as escalas e passar a executá-las no seu instrumento.

Escalas são combinações de notas responsáveis por criar a harmonia e as melodias de uma música.

As escalas mais usadas para fazer solos e harmonias são as escalas maiores, menor natural, menor harmônica, menor melódica, pentatônicas e a pentatônica de Blues.

Como o objetivo é ser um passo a passo para quem está iniciando, não faz sentido agora você conhecer todas essas escalas, mas é importante que você saiba que elas existem.

Vamos trabalhar com a escala de Dó Maior.

As escalas maiores obedecem a sequência de tom – tom – semitom – tom – tom – tom – semitom e para termos a escala de Dó Maior basta termos as 7 notas naturais consecutivas.

Agora é aprender o seu desenho no violão. Veja na tablatura:

Escala musical

Aprenda esse desenho. Estude-a por alguns dias até a execução dela se tornar automática. Então comece a tocá-la junto com o playback:

Esse playback usa as sequências de acordes G – C. Identifique o acorde de C e onde ele começa e passe a executar essa escala junto a ele.

Você pode ainda aprender o desenho da escala pentatônica de Dó maior e usá-la para solar:

Escala musical

Ou a pentatônica de Lá menor, pois é relativa da escala de Dó maior, ou seja, usa as mesmas notas. Então, vai soar de forma harmônica também:

Escala musical

Com o tempo, passe a fazer variações de sequência com as notas. Pronto! Você já começou a solar no violão.

5- Aprenda as técnicas de mão esquerda

Conforme você for avançando nos seus estudos, é legal ir inserindo conteúdos novos e aprimorando sua técnica para ampliar seus conhecimentos e ir ficando ainda mais profissional.

Depois que você estiver realizando seus primeiros solos na escala de Dó Maior, passe a estudar e inserir nos seus solos outras técnicas que listei abaixo:
HAMMER ON: Martelar a corda, obtendo som dela sem ter que palhetá-la.
PULL OFF: Soltar a corda, obtendo o som da nota seguinte sem ter que palhetá-la.
MORDENTE: Combinação de Hammer on e Pull off.
SLIDE: Arrastar o dedo sobre a corda, obtendo o som da nota seguinte sem ter que palhetá-la.
BEND: “Levantar” ou “Esticar” a corda, obtendo uma nota mais aguda.
VIBRATO: Dar uma “tremida” na corda, para que ela vibre e produza uma pequena variação sonora.
HARMÔNICOS: Podem ser naturais, gerados pelas cordas soltas, ou podem ser artificiais quando for gerado com o dedo pressionado em alguma corda.

Sinta-se livre e a vontade para explorar todas as possibilidades sonoras que essas técnicas lhe inspirarem.

6- Aprenda novas escalas

Depois que você estiver solando com a escala de Dó Maior, dominando as técnicas de mão esquerda, com sua técnica de palheta bem construída, e tendo fluência em usar tudo isso junto, passe a estudar novas escalas e aprender seus desenhos.

A partir daí, o caminho é o mesmo. Passe a usar essas escalas junto com músicas da mesma tonalidade e crie seus solos.

Mas use sempre a teoria unida a prática. Não adianta nada saber um monte de escalas e não saber como utilizá-las. Então, sempre que aprender uma nova escala, passe a solar com ela.

Algumas dicas importantes de como solar no violão:

Entenda que saber como solar no violão com fluência e naturalidade leva tempo. Então, não desanime e não tenha presa. Treine muito e divirta-se principalmente. Esse é um processo gradual e que virá com o tempo e o seu esforço. Portanto, estude e treine muito.

Os solos devem estar sempre em harmonia com a música. O que significa que a escala que você utilizará deve ser a escala correspondente a tonalidade da música.

Mesmo que você esteja começando agora no violão, é importante se preocupar em desenvolver sua capacidade de realizar solos. Una os estudos de acordes, levadas  e solos e desenvolva essas habilidades simultaneamente. Conforme for surgindo necessidade, passe a incorporar a parte teórica também aos seus estudos.

Quando a escala não tiver cordas soltas, então ela poderá ser facilmente transportada para outra tonalidade. Use o desenho dela e aplique variando as tonalidades. Por exemplo, a escala pentatônica de Dó Maior feita duas casas para frente se tornará a pentatônica de Ré Maior.

Quando for solar com gravações de músicas (Playbacks), comece tocando a tônica de cada acorde e aos poucos vá acrescentando notas. Esse exercício pode ajudar se você está começando e ainda não se sente seguro em como solar no violão.

Você pode tocar sem a palheta também. Para isso treine técnicas de dedilhado.

A música é algo muito interpretativa e cabe a você decidir como quer que ela soe. Para isso, explore e inove sempre que possível até criar sua identidade musical.

RSS
FACEBOOK
GOOGLE
https://mdplus.com.br/guitarra/como-solar-no-violao/
TWITTER
YouTube

Autor: Joana Medeiros

Joana Medeiros é professora de música e empreendedora digital. Estudou violão clássico pelo Conservatório Carlos Gomes, além de ser graduada em Licenciatura em música pela UEPA. Apaixonada por música, leciona, canta e toca tanto dando aulas quanto em apresentações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.