Sistemas de Escrita Musical

tablatura nomenclatura

A notação musical ou escrita musical convencional é uma linguagem completa em si.

Ela permite que a música seja escrita e, portanto, registrada ou comunicada sem que se tenha de ouvi-la.

Mas muitos violonistas e guitarristas jamais aprendem a ler música. Isso é uma pena. Não porque a música deles fosse melhor se soubessem ler música, mas porque isso dá aos principiantes a falsa ideia de que ler música não vale o esforço.

Na realidade, aprender a usar a notação musical é uma excelente ideia: primeiro, porque você pode entrar numa loja musical, comprar qualquer partitura e aprender a tocar a música, mesmo que nunca a tenha ouvido; segundo, porque lhe dá a possibilidade de manter um registro preciso e permanente de qualquer uma de suas composições; com notação musical, você pode também transmitir ideias musicais a outros músicos, sem ter que tocá-las. Por fim, a própria forma pela qual se escreve música ajuda a compreender melhor a construção de escalas, acordes, melodia, harmonia e ritmo.

A habilidade de ler música não é um pré-requisito. No entanto, queremos encorajá-lo a aprender.

Quando possível, utilizamos a notação musical paralelamente a outros métodos de escrita, que transmitem a mesma informação.

Dominar a notação musical básica não é difícil. Mas a obtenção de fluência requer tempo e prática, como ocorre em qualquer aprendizagem.

Ler à primeira vista não é algo que se aprenda da noite para o dia. No entanto, aprender o significado de símbolos é bem mais fácil do que pode parecer ao principiante.

0 sistema de notação é surpreendentemente simples em sua essência.

A notação é feita numa grade de cinco linhas, chamada pauta ou pentagrama. Conforme a extensão dos sons que a peça musical abrange, é preciso às vezes colocar linhas suplementares.

A altura das notas é determinada por sua localização nessas linhas e nos espaços entre elas. Quanto mais alta a nota, mais elevada será a posição de seu símbolo na pauta.

Pelo tipo de simbolo e pela sua localização horizontal na pauta você sabe quando a nota deverá ser tocada.

A clave, colocada no inicio da pauta, indica conforme seu tipo (clave de sol, de dó, ou de fá) e a linha onde é colocada na pauta, a qual nota corresponde cada linha e espaço.

Os acidentes indicam a tonalidade na qual você está tocando. O que você precisa saber a respeito de ritmo é dado pela fórmula de compasso e pelas barras de divisão, que seccionam a pauta em porções de tempo equivalentes.

Notação musical

O diagrama mostra a base sobre a qual toda notação musical é escrita.
A pauta de cinco linhas, dividida em compassos, a clave, a armadura e a fórmula de compasso.

Exemplo:
Esta e a escala de Sol maior (G) escrita em notação musical padrão.
A armadura indica que o Fá (F) deve ser sustenido.

notação musical - sol maior
notação musical – sol maior
Armadura

Esta é a tonalidade de Lá maior (A) ou Fá # menor (Fm # )

Formula de compasso

Neste caso, significa que cada compasso tem quatro tempos, e cada tempo corresponde a uma semínima.

notação musical - Sistemas de Escrita Musical

Tablatura de violão

Tablatura é um sistema de escrita de música para violão e outros instrumentos de traste. Tem sido usada através dos séculos, em diversas formas, para música flamenca, popular e de alaúde. Trata-se de uma maneira taquigráfica de representar as posições dos dedos na execução de uma determinada música.

O sistema exige que você ouça a música, para saber a estrutura rítmica e a duração de cada nota (embora hoje em dia eu já tenha visto adaptações para resolver isso). Em outras palavras, é usado em combinação com a memória. E mais fácil de compreender, em comparação com a notação musical.

A limitação da tablatura é que ela não fornece informações precisas a respeito do compasso e da duração das notas, Além disso, ao contrário da notação padrão, não auxilia o entendimento da estrutura harmônica da peça.

É um erro pensar que se pode fazer com a tablatura tudo o que se faz com a notação padrão. Considere-a como é; apenas uma forma de taquigrafia.

A tablatura se baseia numa grade de seis linhas (em vez das cinco linhas da notação padrão), mas a principal diferença é que cada linha representa uma das cordas do violão.

A linha superior é a 1ª corda (E prima), a linha inferior é a 6ª corda (E bordão). Os números que aparecem nas linhas são números dos trastes. Assim, um número 3 na 2ª linha de cima indica que você deve tocar Ré (D) no 3º traste da 2ª corda. Um 0 (zero) na mesma linha indica que a 2ª corda deve ser tocada solta.

tablatura nomenclatura
tablatura nomenclatura
Tablatura

O diagrama mostra o esquema básico da tablatura – seis linhas, representando cada uma das cordas do violão. Os números indicam o traste no qual a nota deve ser tocada.
Exemplo:
A escala de G maior, que começa com o G do 5º traste na 4ª corda

tablatura

fonte: Toque – Ralph Denyer

🙂 😳 😆

curso express violao

Autor: Airton

Profissional freelancer atuando nas áreas de Design Gráfico, Produção Gráfica e Web Design. Desenvolvo projetos para mídias impressas e digitais. Sempre interessado nos avanços das tecnologias, métodos e processos, venho me dedicando ao estudo do Marketing Digital. "Músico por paixão" :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.